ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Pergunta | Resposta]

Registos e variações linguísticas

[Pergunta] O que são registros regionais da língua portuguesa? Cite exemplos. O que são variações linguísticas? Cite exemplos.

Vanille :: :: Brasil

[Resposta] Registro é termo usado no Brasil correspondente a registo, em Portugal e demais países lusófonos. Em linguística, designa a variedade da língua definida de acordo com o seu uso em situações sociais.
Assim, o termo registos linguísticos designa os diversos estilos que um falante pode usar consoante a situação comunicativa em que participa: numa conversa informal num café com os amigos, por exemplo, utilizará um registo diferente do que utiliza em família, com a avó. A esta variação chama-se variação diafásica.
Variações linguísticas são as diferentes manifestações e realizações da língua, as diversas formas que a língua possui, decorrentes de factores de natureza histórica, regional, social ou situacional. Essas variações podem ocorrer a nível fonético e fonológico, morfológico, sintáctico e semântico.
Podemos considerar cinco campos de estudo da variação linguística.
1.º - Variação diacrónica (do grego dia + kronos = ao longo de, através de + tempo): as diversas manifestações de uma língua através dos tempos.
2.º - Variação sincrónica (do grego sy'n = simultaneidade): as variações num mesmo período de tempo.
3.º - Variação diatópica (do grego topos = lugar), geolinguística ou dialectal: a variação relacionada com factores geográficos (pronúncia diferente, diferentes palavras para designar as mesmas realidades ou conceitos, acepções de um termo diferentes de região para região, expressões ou construções frásicas próprias de uma região).
4.º - Variação distrática (do grego stratos = camada, nível): modos de falar que correspondem a códigos de comportamento de determinados grupos sociais. O sociolecto é uma variedade linguística partilhada por um grupo social que o demarca em relação a outros (por exemplo, as gírias). O tecnolecto (ou linguagem técnica) consiste na utilização de termos que designam com rigor elementos de determinada área do conhecimento (literatura, artes, ciência, medicina, etc.).
5.º - Variação diafásica (do grego phasis = fala): variação relacionada com a diferente situação de comunicação, variação relacionada com factores de natureza pragmática e discursiva: em função do contexto, um falante varia o seu registo de língua, adaptando-o às circunstâncias. O idiolecto é a maneira própria de cada falante usar a língua: o uso preferencial de determinadas palavras ou construções frásicas, o valor semântico dado a um ou outro termo, etc. Há tantos idiolectos quantos os falantes.

M.R.M.R. :: 23/04/2001

[Outros]
Apelidos/sobrenomes compostos
Euros e casas decimais
Variação, correção normativa e erro
«Resfriar os ânimos» vs. «refrear os ânimos»
«Espanhol do catorze»
Definição de prosódia como ramo da linguística
Acerca dos tópicos correntes na linguística
Galego-português e galego medieval
Linguagem simbólica e icónica
Sobre avaliação de argumentos em provas de vestibular (Brasil)

Mostra todas

Ciber Escola Ciber Cursos